Boletim – Julho 2017

2017 promete ser um ano memorável para o hidromel brasileiro, uma vez que foi um ano de conquistas e crescimento. Conseguimos realizar nossa primeira taça que foi um sucesso absoluto e agora teremos o primeiro Mazer Cup Brasil, organizado por nossos confrades do Sul, que por sinal estão organizando também o EAPAH do RS. Júlio Fava e Cristiano Bonete estão se empenhando para tornar o evento memorável, e com certeza será. Nesses ventos de mudança no cenário hidromeleiro há mais uma novidade importante: Os estados do Sul se uniram e criaram sua associação de produtores a ASH, que vai unificar toda a região. Agora já são três (até onde vai nosso conhecimento) as associações de produtores: a APM de MG, a APH de SP e a ASH, do Sul inteiro. Quem sabe também os produtores do Centro-oeste e do Nordeste (quiçá Norte também) não decidem irem na mesma direção? Este é o único caminho possível para congregarmos os produtores de todo o País, e quem sabe um dia, rumo a uma associação brasileira. 2017 ficará gravado para sempre.

Caros amigos hidromeleiros, o BAPH traz algumas novidades a partir desse número. A primeira delas é que não será mais uma edição mensal, pelo menos por enquanto. O BAPH vai abrir um novo espaço destinado ao produtor de hidromel em escala; aquele que quer fazer disso um negócio. Vamos também procurar entender quais são os gargalos do ponto de vista técnico e comercial para a produção, e quais os melhores caminhos a seguir. Para isso convidas o William Millet, que talvez seja o mais experiente produtor do Brasil, e ainda por cima engenheiro químico. Quem mais indicado para falar de operações unitárias e maquinário de grande porte do que ele? Outras colunas surgirão, no sentido de ampliar nosso público e conglomerar também produtores industriais, acolhendo-os e auxiliando-os no que for possível. Lembramos sempre que ESTE ESPAÇO É GRATUITO E DISPONÍVEL PARA A COMUNIDADE HIDROMELEIRA. USE-O!

Muita coisa boa nesse número, a começar pela receita de hidromel de hibisco da Dois Corvos. Quem tomou sabe do que estamos falando. Um néctar fantástico. Na coluna de Harmonização nosso Chef Airton nos ensina alguns conceitos fundamentais na ciência da degustação e avaliação de hidroméis, depois da sua palestra fantástica na Taça da APH.

G. Demets

Baixar Boletim – Julho 2017

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s